×

Erro

Passed variable is not an array or object, using empty array instead


BIBLIOTECA PÚBLICA ESTADUAL DE MINAS GERAIS
Setor de Empréstimo Domiciliar

BRADBURY, Ray. Fahrenheit 451. São Paulo: Melhoramentos, 1985. 171 p.



 


Ray Douglas Bradburyfoi um escritor e roteirista norte-americano. É um dos mais celebrados escritores dos séculos XX e XXI, tendo escrito em uma variada gama de gêneros como ficção-científica, horror e fantasia Considerado um dos grandes clássicos dos universos distópicos, Fahrenheit 451 é um livro muito importante para entendermos o papel do livro em nossa sociedade e a relação deles com as construções comportamentais e ideológicas que vivemos. Conta a história do bombeiro Guy Montag, que nessa nova realidade não tem como trabalho apagar incêndios, mas sim causá-los. Mais especificamente, nesse mundo distóico, os livros são proibidos por incentivarem os indivíduos a desenvolverem pensamentos críticos e autônomos, o que para regimes políticos autoritários não é conveniente, dessa forma, cabe aos bombeiros identificar possíveis ameaças e queimar qualquer rastro de livro que possa existir escondido nas casas das pessoas.

Os livros são queimados na temperatura de 451 Fahrenheit (ou 233 graus celsius), temperatura em que o papel começa a entrar em combustão, daí o nome do livro. Os bombeiros não questionam seu trabalho, apenas cumprem ordens, e não era diferente com o protagonista Guy Montag, até que em um chamado para queimar uma grande biblioteca escondida, Guy tem sua consciência despertada. Já influenciado pelas conversas que começa a ter com sua vizinha Clarisse, aspirante a professora, o bombeiro começa a questionar sua noção de felicidade e o seu trabalho como agente do governo responsável pela queima de livros. Aos poucos, Guy vai se atentando para os vastos aspectos fúteis de sua vida, desde seu casamento até a relação com amigos que o visitam. Até que em um dia, atendendo a um chamado de denúncia, os bombeiros descobrem uma grande biblioteca escondida, e ao botar fogo na grande pilha de livros, presenciam a cena chocante da senhora que era dona da coleção se recusar a largar seus tesouros, e ser queimada junto com eles. Tal ato tão drástico faz Guy começar a se perguntar o que de tão importante há nesses livros ao ponto da senhora ser queimada junto com eles, e assim, desse momento em diante, todas as vezes que o bombeiro saia para atender algum chamado, escondia livros para ler em casa, em segredo.

Completamente convencido então de que o trabalho dos bombeiros é errado, Guy se une com um professor que conhece para construir um plano de destruição da instituição. Porém seu plano dá errado após em um momento de fúria com a esposa e as amigas fúteis Guy pega um de seus livros escondidos e lê para todos os presentes, expondo seu grande segredo. No dia seguinte, após denúncia de sua esposa, o chamado que Guy tem para atender é na sua própria casa e ele se vê obrigado a queimar seu lar e suas obras escondidas. O seu chefe, que antes deste momento já estava desconfiado do bombeiro, descobre seu plano de destruição com o professor Faber e ameaça matá-lo. Tomado por desespero Guy vira o lança chamas em direção do seu chefe, matando-o. Guy é obrigado então a fugir, e vai ao encontro do Senhor Faber, única pessoa naquele momento que pode ajudá-lo. O professor diz a ele que deve seguir a linha do trem, onde encontrará uma comunidade escondida de professores que irão abriga-lo.

Guy segue o conselho dele a acha não só os professores, mas uma comunidade comprometida com a função de memorizar o maior número possível de livros, para que um legado tão importante para a sociedade livre não se perca em meio ao fogo e ao totalitarismo. O livro faz um importante questionamento sobre a importância do conhecimento e dos livros na sociedade, principalmente em tempos sombrios de regimes totalitários, como a Alemanha nazista. Ele nos mostra através dos olhos do protagonista, que até então estava adormecido, o despertar do conhecimento e da luta contra a opressão, se tornando assim um livro de leitura indispensável para qualquer cidadão.
 

Resenha por Rachel Gervásio De Marco
Servidora do Setor de Empréstimo da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais