×

Erro

Passed variable is not an array or object, using empty array instead

Evento virtual abordará o texto “O essencial é invisível aos olhos: Sala Braille da Biblioteca Pública de Lagoa Santa-MG”, de Paula Renata Mariano e Tatiana Brandão

A Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais (Secult), por meio do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas (SEBP), promove mais uma edição do Grupo de Estudos Alexandria, iniciativa virtual criada durante a pandemia de COVID-19 e que discute assuntos pertinentes às áreas do livro, da leitura, da literatura e das bibliotecas públicas e comunitárias.

Na primeira edição do ano, que será realizada na quinta-feira (25/2), das 9h às 10h30, os participantes vão debater "O essencial é invisível aos olhos: Sala Braille da Biblioteca Pública de Lagoa Santa-MG", capítulo do livro "Biblioteconomia social: possíveis caminhos para construção da cidadania", organizado por Jorge Santa Anna, Edcleyton Bruno Fernandes da Silva e Maria Elizabeth de Oliveira Costa (ABMG, 2017). A obra está disponível para leitura AQUI. A conversa será mediada pelas autoras do texto, Paula Mariano e Tatiana Brandão.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até as 12h de quarta-feira (24/2) por meio de preenchimento de formulário on-line, disponível AQUI. O link para participação será enviado ao endereço de e-mail informado até 18h do dia 24/2. Caso o/a participante não receba o link, deve solicitá-lo para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

O Grupo de Estudos Alexandria é realizado bimestralmente pelo Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas (SEBP). Antes de cada encontro, a equipe do SEBP disponibiliza para os participantes o texto que será tema da reunião seguinte. A proposta do Grupo é oferecer um momento de compartilhamento de ideias entre os participantes, gestores e comunidade. Além disso, os encontros cumprirão a função de atualizar os conhecimentos sobre os temas em questão e, principalmente, de formação continuada.

Sobre as mediadoras
Paula Renata Mariano é especialista em projetos sociais: avaliação e monitoramento pela UFMG (2020); especialista em Gestão Pública Municipal pela Faculdade Dr. Pedro Leopoldo (2010) e bacharel em Biblioteconomia pela UFMG (2004). Tem 16 anos de experiência em Biblioteca Pública, desenvolvendo e coordenando projetos de inclusão social na cidade Lagoa Santa MG.

Tatiana Soares Brandão é especialista em projetos sociais: avaliação e monitoramento pela UFMG (2020).  É licenciada em Letras pela UFMG (2012). Tem 16 anos de atuação na Biblioteca Pública de Lagoa Santa, na qual desenvolve e coordena projetos de inclusão social.