×

Erro

Passed variable is not an array or object, using empty array instead

Titular da Secretaria de Estado de Cultura lembrou importantes conquistas da área nos últimos anos

O secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo de Araújo Santos, foi homenageado em reunião da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada nessa terça-feira (11/12/18), com a entrega de diploma com voto de congratulações. A reunião, que aconteceu no Teatro da ALMG, contou com a presença de diversas autoridades, que reconheceram a importância da atuação do secretário desde 2015 à frente da secretaria.

O presidente da Comissão e um dos autores do requerimento para a realização da reunião, deputado Bosco (Avante), lembrou das diversas conquistas da área cultural nos últimos quatro anos e destacou as contribuições da ALMG para esse cenário, dentre elas a realização do Fórum Técnico Plano Estadual de Cultura, realizado em 2016 pela Casa e que culminou na Lei 22.944, de 2018, que criou o Sistema Estadual de Cultura, o Sistema de Financiamento à Cultura e a Política Estadual de Cultura Viva.

“Não realizamos tudo que gostaríamos, mas o que foi possível fazer, fizemos. Mesmo diante de um cenário turbulento de crise nos Executivos estadual e nacional, temos o que comemorar no encerramento desta legislatura”, afirmou Bosco.

Lei do Audiovisual - O deputado celebrou ainda a aprovação, na semana passada, do Projeto de Lei (PL) 5.103/18, a Lei do Audiovisual, de autoria do ex-deputado Durval Ângelo, que disciplina o fomento do audiovisual no Estado dando garantia de continuidade à política pública destinada ao setor em Minas Gerais.

E nesta terça-feira (11) também foi aprovado no Plenário o PL 5.453/18, que declara o Coral Lírico de Minas Gerais como patrimônio histórico e cultural do Estado, alterando a Lei 20.628, de 2013, matéria de autoria do presidente da Comissão de Cultura. As duas matérias seguem agora para sanção do governador.

O deputado Doutor Jean Freire (PT) manifestou-se também a respeito do homenageado, que disse ser um conhecedor sobre a cultura mineira em todas as suas manifestações.

Desmonte - O secretário Ângelo Oswaldo agradeceu a homenagem e disse que a ocasião era de celebrar as conquistas de toda a área cultural mineira. “Com o fim da administração da presidente Dilma Rousseff enfrentamos um desmonte que persiste na administração atual, que chegou ao extremo da extinção do Ministério da Cultura, que acabou sendo revertida", afirmou.

"O apoio logístico da ALMG foi fundamental para termos nosso plano estadual, nossa nova lei estadual de incentivo e fomento à cultura. Sem o esforço de todos nós que estamos aqui hoje e a competência do corpo técnico desta comissão isso jamais teria sido possível”, agradeceu Ângelo Oswaldo.

O secretário-adjunto de Estado da Cultura, João Batista Miguel, chamou Ângelo Oswaldo de “gigante” e agradeceu a oportunidade de ter trabalhado com o gestor, com quem disse ter construído uma relação afetiva. “Ele é um defensor da cultura que coloca seus colaboradores nos ombros para que todos tenham a mesma visão juntos", disse.

"Quando falta dinheiro, ele pede que usemos a criatividade. Quando a sombra da censura passou por nós, ele garantiu nossos direitos. Foi assim que conseguimos as realizações desses últimos anos. Essa homenagem hoje é merecida demais”, completou João Miguel.

Apresentações - A presidente do Instituto Cultural Flávio Gutierrez, Ângela Gutierrez, falou da sua amizade com o gestor, classificado por ela como um homem “íntegro e confiável". "É um homem público raro no País nesse momento”, afirmou, reconhecendo também a importância da homenagem "muito justa e merecida".

A reunião contou com apresentação do Coral Lirico de Minas Gerais, regido por Lara Tanaka e acompanhado da pianista Patricia Valadão, além de exibição de vídeo elaborado pela Secretaria de Estado da Cultura em homenagem ao secretário, com depoimento do cantor Flávio Renegado. Além disso, foi apresentado trecho do monólogo Rio da Luna, com a atriz Magdalena Rodrigues.

Crédito fotos:Flávia Bernardo